Perguntas Frequentes 

Os requisitos de proficiência linguística da ICAO para comunicações de pilotos e controladores foram desenvolvidos no início da década de 2000 em resposta a necessidades e provas urgentes de que a proficiência inadequada na língua inglesa contribuiu para condições inseguras que resultaram em vários acidentes e incidentes graves. Entre os eventos mais citados estão a colisão de dois Boeing 747s em 27 de março de 1977 na pista do aeroporto de Tenerife, nas Ilhas Canárias, vitimando 583 pessoas, e a colisão em vôo no dia 12 de novembro de 1996, de um Tupolev TU-154 que ceifou outras 349 vidas. Ambos os relatórios dos acidentes citam pilotos com"habilidades deficitárias de comunicação no uso da língua inglesa”. Os requisitos - estabelecidos no Documento da ICAO 9835, Manual sobre a Implementação dos Requisitos de Proficiência Linguística da ICAO, publicado pela primeira vez em 2004 - basearam se em pesquisas sobre comunicações piloto-controlador, bem como em décadas de experiência de treinamento prático ministrados por organizações que participaram da :

“Proficiência ICAO”

- Requisitos do Grupo de Estudos de Inglês Comum (PRICEG). 

Enquanto a nossa consciência acerca do papel multidimensional acerca do papel que o idioma inglês desempenha neste aspecto de segurança da aviação não é nova, uma compreensão abrangente do uso da linguagem em outros contextos da aviação não é tāo madura e possui pouco suporte de evidencias e ou pesquisas.

De fato, a implementação dos requisitos de proficiência em língua Inglesa da ICAO chegou após praticamente 40 anos de insistência com a indústria da aviação para uma maior conscientização acerca dos fatores humanos na aviação.

01 /
Porque Inglês ICAO ?

No campo dos fatores humanos, a comunicação é freqüentemente referenciada e amplamente reconhecida como fundamental.

Quase todos os livros e manuais de fatores humanos identificam a comunicação como elemento crítico para operações seguras, citando tanto as interações de primeira língua como as de segunda língua como fatores que contribuem para numerosos acidentes e incidentes.

“ A lacuna que existe entre a teoria e a pratica é maior nos procedimentos de comunicação via radio do que em qualquer outra faceta da aviação ", diz

Earl Wiener e David C. Nagel, na primeira edição de seu livro pioneiro

" Fatores Humanos na Aviação ".

Quase 25 anos depois, as lacunas de comunicação permanecem aparentes, especialmente se considerarmos a perspectiva de gerenciamento de ameaças e erros para incluir não apenas comunicações via rádio, mas também comunicações da tripulação , comunicações de pessoal de manutenção e comunicações durante os treinamentos de vôo.

02 /
A Comunicação e os Fatores humanos 
04 /

A solução para a questão de como abordar adequadamente o que constitui o uso da linguagem e a proficiência linguística na fala, escuta, leitura e escrita fora do escopo de comunicação piloto-controlador , inclui o desenvolvimento de instrumentos e protocolos de ensino mais harmonizados, válidos e confiáveis para garantir que os pilotos tenham a proficiência linguística adequada não apenas para a radio-telefonia Operacional ( ICAO nível 4 ), mas para uma comunicação eficaz em todos os aspectos do seu trabalho. Portanto, os Estudos do Ingles para ICAO tornaram-se não só uma questão de "boa escolha de tutores" e "metodologia de ensino do inglês."

Um professor ou uma escola experiente pode ser a solução para um determinado indivíduo ou grupo de indivíduos, mas dificilmente para todos. Niveis de Fluências em Ingles  podem variar e, consequentemente, estes são pontos a ser cuidadosamente contabilizados ao escolher uma abordagem de estudo. O ensino do inglês apropriado sobre como desenvolver melhor a comunicação oral , a compreensão, a escuta e o ensino e conhecimento da língua são essenciais.

Estudo do Idioma Ingles Como Soluçāo

Estudo do Inglês Como Solução 

A primeira mudança significativa vem do que  hoje é reconhecido como :

“ O crescimento espetacular na indústria da aviação” nomeadamente em alguns locais da Ásia, Brasil, Rússia e África do Sul. As operações dentro da aviação mudaram drasticamente, principalmente no que diz respeito ao grande número de equipes de vôo multiculturais e multilíngue de companhias aéreas, também na Europa e nas Américas. O contexto na indústria da aviação não é mais aquela onde o inglês como primeira língua era o idioma dominante.

Este contexto mudou. As operações de aviação que ocorrem em contextos multiculturais tornaram se o padrão  e predomina o inglês como segunda língua. Inglês falado como uma língua estrangeira já não é simplesmente uma questão apenas para pilotos e controladores de comunicação.

É um meio de comunicação considerável em CRM e treinamentos de vôo.

No entanto, a maior parte da literatura sobre segurança e treinamento em aviação ainda tem como alvo um público de língua inglesa como primeira língua.

O uso do idioma e a proficiência linguística afetam a comunicação da aviação de maneiras variadas e profundas. O Trabalho em equipe eficaz não pode ocorrer sem uma comunicação eficaz.

A comunicação eficaz raramente ocorre sem linguagem, falada ou escrita. Sexton e Helmreich observam que "as comunicações de resolução de problemas são a encarnação verbal do gerenciamento de ameaças e erros no cockpit" .5

A linguagem é a base sobre a qual o gerenciamento de possíveis erros é construída.

03 /
Crescimento e Demanda da Industria da Aviação .

© 2017 by Fred Xavier's ICAO / SDEA  . 

 Tel  +55 11-999-50 03 02 / fredicaosdea@gmail.com

  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now